Caminhão de papel


Assim que soube o tema dessa semana eu pensei logo na primeira boda, a de papel.
Boda vem do latim votum e significa promessa. Talvez por isso eu tenha acionado logo essa parte do meu repertório; estou ansioso pra poder dizer “minha promessa”.
Mas e o caminhão? 
Joguei no Google “caminhão que carrega papel” e fiquei impressionado com a quantidade de acidentes que envolvem veículos carregados desse material: “Um caminhão carregado de papeis empina e não sai do lugar”, “Um caminhão desgovernado, carregado de papel reciclado, caiu em uma ribanceira”, “Caminhão tomba na Curva da Morte, carregado de bobinas de papel”.
Diante disso, achei melhor dar relevo ao papel.
O papel é um afeltrado de fibras unidas tanto fisicamente como quimicamente por ligações de hidrogênio.
Desde os tempos mais remotos o homem vem desenhando nas superfícies dos mais diferentes materiais; paredes rochosas, pedras, ossos, folhas de certas plantas, o próprio corpo todos com a finalidade de representar objetos inanimados ou em movimento, comunicar-se.
O papel surgiu acompanhando o desenvolvimento da inteligência humana, porém com o objetivo maior de dar cor a sentimentos.

Papel ácido;papel alcalino; papel artesanal; papel autocopiativo; papel bíblia; papel cartão; papel couché; papel dobradura; papel de seda; glinter; papel higiênico; papel jornal; papel fotocopiador; papel fotográfico; papel offset; papel termossensível; papelão; papel reciclado; papel presente; papel vegetal; papel vergé; papel sulfite; papel de arroz; papel de westimentor; papel de folha de bananeira...

São muitos os tamanhos e os tipos de papel; 
E é assim com o sentimento responsável pela bodas de papel:

Eros, philos, ágape, amor erótico, físico, amor de amigo, amor de doação, amor divino, amor ludus, psique, mania, amor de dependência, amor pragma (lista de compras), amor platônico, storge, paixão, loucura, sexo, amor interpessoal, amor triangular de Sternberg, xênia, amare, diligere, observare, caritas ( e para esse eu tenho até uma prece de vó).

Ambos, o amor e o papel requerem fibras com propriedades especiais para sua “fabricação”.
Mas enquanto o papel extrai a matéria-prima, o amor planta árvores, mais que conexões genealógicas. 

O meu caminhão é um “caminhão de promessas”.

Quem venha logo a bodas de papel.

Posts da Trupe de Quinta

amanda oliveiraAna Maria Amorimandré pachecoizabel pompermayerlara marxnati boaventurarafa glassvictor godoi

3 comentários:

  1. quantidades infinitas de papel e você se apegou à mais poética delas.

    boa estréia, abraço!

    (só faltaram os links do restante da galera ;] )

    ResponderExcluir
  2. hahahaha... amigooo!!! Vc n tem noção o quanto esse texto fala sobre vc!!! Me senti um verdadeiro psicólogo lendo e analisabraçãoando cada linha. Obrigado por esse momento... preciso de mais desses pra me formar com mais segurança!!

    ResponderExcluir
  3. Como faço pra montar uma scania
    trabalho de promotor e queria montar um mais ou menos com 1,80 de altura por 3mt de comprimento para expor com os produtos que trabalho.
    Se puder me ajudar fico grato.Esse é meu e-mail
    danielwollinger@hotmail.com

    ResponderExcluir